Guia de cuidados com a mente de pets idosos

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por mateus
em novembro 28, 2023

Conheça alguns cuidados que podem ser adotados e que ajudam a preservar a saúde mental dos animais idosos

A velhice é um momento que demanda mais cuidados, atenção e carinho. Isso vale para os humanos, mas também é importantíssimo para os animais domésticos. Quando os pets alcançam essa fase da vida, os tutores precisam se adaptar, procurando estabelecer uma rotina que seja mais confortável para os bichinhos.

Assim, todo tutor sabe que colocar portões e grades adequados é uma maneira de proteger o pet. Isso impede que ele fuja de casa e não se perca caso não saiba o caminho de volta para casa. Entretanto, o que muitos donos não pensam é que a 3ª idade dos pets também demanda cuidados especiais para preservar a saúde mental. Se você tem dúvidas sobre como promover isso, o texto abaixo oferece dicas valiosas sobre o assunto.

Realize passeios

Uma ótima forma de manter a mente do pet ativa é fazer com que o corpo dele fique ativo. Um animal que fique parado por muitas horas do dia acaba não estimulando a mente, o que prejudica a sua saúde a longo prazo e faz com que ela se deteriore ainda mais rápido durante a velhice.

Portanto, especialmente para quem tem cães mais velhos, é importante manter uma rotina de passeios com ele. Claro, essa rotina irá precisar de ajustes. Talvez seja preciso incentivá-lo mais na hora de sair. A duração também pode ser encurtada para não cansá-lo demais. Além de fazer bem para a mente, os passeios, que servem como atividade física do animal, são ótimos para cuidar da saúde das articulações e do controle de peso.

Adapte a casa para essa nova fase do pet

Com a chegada da velhice, é normal que os pets comecem a apresentar problemas de mobilidade. Dessa forma, para oferecer mais conforto para eles, é importante que o tutor faça uma adaptação dos cômodos pelos quais o animal circula com mais frequência, facilitando a locomoção e evitando acidentes.

Isso inclui ajustar a altura dos comedouros e bebedouros, deixar o acesso à cama do animal sem obstáculos e utilizar tapetes antiderrapantes. Procurar manter os móveis da casa no mesmo lugar também é uma boa dica, sobretudo se o animal tiver algum problema de visão.

Contudo, apesar de o objetivo ser facilitar a sua vida, o tutor também pode procurar estimular a mente do pet, mantendo-a ativa. Uma forma muito simples de fazer isso é, ao chamá-lo para comer, colocar um pequeno obstáculo no caminho. Por exemplo, pode ser um rodo ou vassoura inclinado que faça com que ele se abaixe levemente para passar, ou, ainda, uma manta dobrada que faça com que ele passe por cima. Pode parecer algo pequeno, mas só do animal ter que parar e pensar como ele pode superar aquele obstáculo, a sua mente já estará ficando mais saudável e ativa.

Visitas ao veterinário continuam sendo fundamentais

Esse é um cuidado que é importante manter durante toda a vida do pet, por isso permanece sendo fundamental quando ele está velho. O acompanhamento do veterinário é indispensável para checar como está a saúde pet, o que ajuda na prevenção e no diagnóstico precoce de doenças.

A visita ao veterinário também é importante para discutir com o profissional sobre cuidados paliativos ou terapias alternativas que proporcionem mais conforto e saúde para o animal. Assim, o ideal é que essa visita aconteça, pelo menos, de seis em seis meses.

Demonstre afeto, carinho e paciência

Por fim, uma dica que pode parecer boba, mas que também é de extremo valor: o tutor também precisa mudar sua mentalidade e entender que, quando o pet chega à velhice, ele precisa de ainda mais atenção e cuidado. Para isso, será preciso tratá-lo com ainda mais carinho e ter paciência redobrada, sobretudo enquanto ele ainda está se adaptando às limitações da idade.

Além de demonstrar afeto, ofereça um cantinho confortável para o animal, que seja devidamente higienizado. Se notar que o animal está carente, dê atenção especial a ele, fazendo carinho, passando um tempo ao seu lado ou realizando pequenas brincadeiras.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade