62% dos brasileiros abrem mão de comprar um carro para poder viajar

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por Carlos Meira
em julho 8, 2022

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

 Você também está colocando viagens como uma das suas principais prioridades após a pandemia? Veja por que viajar faz bem à saúde!

A pandemia é um evento histórico na humanidade e provocou mudanças drásticas no modo de viver de todo o mundo durante meses (especialmente no início dela).

Com o desenvolvimento das vacinas e a consequente redução drástica no número de mortes provocadas pela Covid-19, parte da população dos países que monopolizaram o acesso à vacina analisou o que deveria ser considerado prioritário em suas vidas após a experiência da pandemia.

Um dos resultados desse processo é a explosão do mercado turístico — um dos mais prejudicados pela Covid-19 — e a busca por viagens tanto para destino nacional quanto internacional. Confira a seguir mais detalhes sobre esse processo e quais as novas prioridades das pessoas ao viajarem agora!

Impactos da pandemia sobre a saúde

O primeiro aspecto para compreender por que brasileiros estão priorizando viagens é analisar quais foram os principais impactos da pandemia sobre a saúde das pessoas. 

Alguns dos principais deles são: fadiga crônica, problemas com sono (excesso ou falta), sintomas de ansiedade e depressão (especialmente entre os jovens), além do aumento do estresse, irritabilidade e desatenção.  

Nova prioridade: viajar 

Uma pesquisa da plataforma de acomodações Booking, que entrevistou quase 30 mil pessoas de 28 nacionalidades, aponta que 74% dos brasileiros preferem viajar a encontrar um grande amor. Isso coloca os brasileiros na sexta posição, empatados com os italianos, entre as nacionalidades que priorizam viagens em comparação a encontrar alguém especial.

Uma das possíveis explicações para este número é que os longos períodos de restrição impostos pela Covid-19 deixaram as pessoas mais solitárias e impossibilitadas de conhecer novos lugares e pessoas, o que intensificou nelas o desejo de viajar assim que a pandemia estivesse sob controle.

Além disso, 62% dos entrevistados afirmaram ainda que podem deixar de comprar um carro para experienciar uma viagem. E 51% disseram ainda que prefeririam uma viagem em vez de uma promoção no trabalho. 

Por que viajar faz bem à saúde?

Quem aproveita as férias do trabalho para viajar sabe que as chances de retornar bem de saúde ao trabalho são enormes — mesmo que haja alguma sensação de cansaço ao chegar em casa. 

Embora organizar uma viagem exija pesquisa e organização, essa experiência traz inúmeros benefícios para a nossa saúde — o que a torna não um mero luxo ou hobby, mas também um cuidado com a saúde física, mental e emocional. 

Um desses benefícios é sobre a saúde do sistema cardiovascular. Problemas nessa área são apontados como a principal causa de morte no mundo hoje, causando uma média de mortes de mais de 17 milhões de pessoas por ano. Estudo do National Institutes of Health’s Heart, Lung, and Blood que, durante nove anos, acompanhou 12 mil homens com alto risco de doença cardíaca, aponta que os que tiravam férias com frequência apresentavam chances de morrer 21% menores.

Outro impacto positivo de viajar é o bem-estar. A possibilidade de conhecer novos lugares, pessoas, culturas e jeitos de viver, as aprendizagens envolvidas nessa experiência e os episódios inesperados (que sempre proporcionam boas risadas posteriormente) ajudam a explicar a sensação de bem-estar sentida após uma viagem.

Pode parecer contraditório, mas viajar também é uma oportunidade para aprender a lidar com o estresse de novas formas. Imprevistos e problemas trazem desafios e nos colocam em situações de ansiedade e estresse. 

No entanto, tais desafios também são um modo de redescobrir as próprias habilidades (ou descobrir algumas novas) e ser capaz de resolver problemas inimagináveis na rotina da vida cotidiana. Essas habilidades emocionais continuam sendo valiosas mesmo após a viagem em todas as áreas da vida!

Por fim, viajar também amplia o nosso repertório cultural e gastronômico. Quem nunca voltou de uma boa viagem com vontade de preparar uma refeição inusitada para a sua cultura, mas que é comum em outro lugar? Isso também ajuda a manter a nossa saúde — como é o caso da dieta mediterrânea.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.